ESCOLHA DA MÁQUINA IDEAL

Todos os modelos de máquinas de café expresso são bons. O que a torna IDEAL são as características de cada uma, que se adéquam as suas necessidades:

  • Nº de xícaras de café extraído no horário de pico;
  • Quem vai manipular a máquina;
  • Espaço físico.

TIPOS DE MÁQUINAS

  1. SACHÊ ou CÁPSULA
    Para quem extrai poucas xícaras de café. Fácil manipulação e limpeza. Custo baixo da máquina, mono dose com custo um pouco mais elevado que as outras opções. Uniformidade de extração.
     
  2. AUTOMÁTICAS
    Modelos que variam de residências às profissionais. Fácil manipulação, limpeza. Utiliza café em grão, mantém a padronização do café na xícara. A grande vantagem na linha profissional, é que o café extraído sempre sai uniforme.
     
  3. GRUPO
    São as mais conhecidas e utilizadas no mercado. O diferencial é que a pressão da água é maior que as outras, porém tem a necessidade de um profissional "barista" para extrair um café de qualidade, aproveitando todo o potencial da máquina.
     
  4. VENDING
    Máquinas automáticas que disponibilizam variados tipos de bebidas quentes. Podem funcionar com fichas, moedas, mantendo um gerenciamento de caixa automático. 
     
  5. BUNN
    As máquinas de café filtrado, além de produzir de acordo com sua venda (o café sempre estará fresco), faz isso de maneira rápida, economizando energia, pó e mão de obra.